WeCreativez WhatsApp Support
Converse conosco pelo WhatsApp!
Como podemos ajudar?

Cirurgia de Nariz

///Cirurgia de Nariz

Cirurgia de Nariz

“Rinoplastia” é palavra empregada para designar a cirurgia estética do nariz, para melhorar sua forma, suas dimensões, e sua configuração geral. Tem por finalidade dar ao nariz um aspecto natural e harmonioso com os demais setores da face.

A cirurgia pode ser realizada a partir dos 15 anos de idade, mas depende da maturidade individual do paciente. As estruturas osteocartilaginosas param de crescer após essa idade nas mulheres e após os 16 anos nos homens. Por outro lado, não existe idade limite para se operar o nariz.

A rinoplastia pode ser realizada no mesmo tempo operatório com a ritidoplastia (cirurgia para eliminar a flacidez e extenuar as rugas da face) ou outro tipo de operação na face, com a finalidade de reduzir ou eliminar os efeitos da idade, em particular da queda da ponta do nariz. Também quando ocorrem problemas de respiração e de alergia, pode ser realizada simultaneamente à correção desses problemas. Seu médico fará a devida avaliação do problema, informando-lhe o que deve ser feito.

  • QUEM É CANDIDATO À RINOPLASTIA

    É importante ter em mente o que não gosta no nariz e o que acredita que poderia melhorar, lembrando que existem limitações nesse tipo de operação. Pacientes com suficiente maturidade emocional submetem-se à rinoplastia porque querem melhorar seu visual e mesmo a autoestima.

    É importante lembrar que o nariz é uma das, senão a estrutura mais nobre da face está intimamente relacionado a beleza e o cirurgião deve ter conhecimento técnico para manusear a nobre estrutura bem como espírito artístico para avaliar se o nariz desejado realmente se encaixa na face

  • O QUE OCORRE NA PRIMEIRA CONSULTA

    Esteja preparado para responder a várias questões sobre sua história médica: cirurgias a que tenha se submetido, doenças existentes ou passadas, medicamentos que utiliza, existência de rinite alérgica ou sinusite, dificuldade para respirar, etc.

    À frente de um espelho, você deverá apontar no nariz, ou mesmo na face, os detalhes que gostaria que fossem corrigidos. Seu médico lhe fornecerá todos os detalhes relativos às possibilidades e limitações da rinoplastia, e explicará todos os passos do procedimento, da chegada ao hospital até a alta definitiva.

  • PROCEDIMENTO CIRÚRGICO

    A cirurgia pode ser realizada de duas maneiras tradicionalmente conhecidas : fechada e aberta

    Fechada: realizada integralmente através das narinas (sem cortes na pele), com instrumentos apropriados, finos e longos, que atingem especificamente as estruturas desejadas. Comumente, dependendo do volume e da forma, as asas do nariz são ressecadas (removidas) e diminuídas, resultando cicatrizes imperceptíveis.

    Aberta: realizada com cicatriz na columela (base do nariz, tem indicação especifica para casos mais complexos e narizes que já foram operados previamente.

    A rinoplastia pode ser associada à operação do Septo (Septoplastia), com o objetivo de melhorar a respiração e repor a pirâmide nasal centrada na face, nos casos de desvio por traumatismo ou mesmo nos casos congênitos.

  • HOSPITALIZAÇÃO, TEMPO DE CICATRIZAÇÃO E ANESTESIA

    Na quase totalidade dos casos, a hospitalização é de 12 horas e é do tipo ambulatorial, ou seja, o paciente chega ao hospital pela manhã, uma hora antes da operação, e é liberado no final da tarde. Esse tempo, entretanto, pode variar de acordo com avaliação médica.

    O tempo de cirurgia é variável caso a caso. Quando se associa a ela a septoplastia, pode prolongar-se por mais 40 minutos. Deve-se considerar sempre o período que compreende a entrada no centro cirúrgico, o preparo da anestesia, etc., bem como o tempo de recuperação após a anestesia, até a saída do centro cirúrgico.

    A anestesia é quase sempre geral. Há, porém, a possibilidade de a operação ser realizada com sedação e anestesia local combinadas.
    Exames pré-operatório e pré-anestésico permitem que se obtenha a melhor avaliação clinica possível do paciente. Durante o ato operatório é mantido o monitoramento, no qual pulso, pressão, eletrocardiograma, teor de oxigenação sanguínea, etc. São controlados por um anestesista que permanece todo o tempo ao lado do paciente.

  • MANCHAS E INCHAÇOS DAS PÁLPEBRAS

    As pálpebras poderão ficar inchadas durante os primeiros dias após a operação. Em seguida o inchaço regredirá. Raramente poderá ocorrer um derrame de sangue sob a pele das pálpebras, que ficarão roxas por mais tempo. Ainda mais raramente o derrame de sangue poderá vermelho o branco do olho. Isso não deve ser motivo de preocupação. O sangue será reabsorvido naturalmente pelo organismo, e o olho clareará em um ou dois semanas. Não haverá necessidade de usar colírio ou outro tipo de medicação. Apenas proteção solar de amplo espectro com bloqueador solar e chapéu.
  • CUIDADOS NO PÓS-OPERATÓRIO

    1. Ao término da cirurgia é colocado sobre o nariz um curativo com gesso e esparadrapo, que deverá permanecer ali por 6 a 7 dias. Após sua retirada, a pele estará com coloração normal e haverá um inchaço discreto, que permitirá ao paciente retorna suas atividades normais (escola, trabalho, etc.).
    2. A operação não é dolorosa. Pequenas e eventuais sensações de dor poderão ser facilmente eliminadas com analgésicos domésticos.
    3. Nos primeiros dias após a cirurgia ocorrerá certa dificuldade para respirar, devido ao edema no interior das narinas e às crostas de sangue que ali se formarem. Haverá ocasionalmente uma sensação de resfriado. Aconselha-se fazer a limpeza do nariz com algumas gotas de Rinossoro em cada narina várias vezes ao dia. Usar cotonete embebido em água filtrada antes da limpeza ajudará a amolecer as crostas. (O paciente não deve se preocupar se o cotonete ficar sujo de sangue durante a limpeza. Nessa fase inicial a cicatrização dos cortes ainda não terá se completado e isso poderá ocorrer, sem nenhuma consequência séria).
    4. No caso do ressecamento das narinas deve-se usar cotonete com vaselina, para lubrificá-las internamente. Isso trará alívio.
    5. Após a alta hospitalar não haverá necessidade de restrição alimentar ou repouso. É permitido deitar de costas ou de lado; nunca com o rosto voltado para baixo. Não é permitido, porém, assuar o nariz — este deve ser limpo com cotonete ou lenço de tecido fino nos 15 primeiros dias após a operação.
    6. No período em que o gesso permanecer sobre o nariz não haverá qualquer restrição com relação à lavagem dos cabelos ou a banhos de chuveiro ou de imersão, desde que o gesso não seja molhado. O uso de secador de cabelos profissional é permitido.
    7. Após a retirada do gesso a limpeza do rosto deverá incluir o nariz. Recomenda-se fazer massagens com espuma de sabonete ou granulados de beleza, creme de sílica ou adstringente (no caso de nariz de pele oleosa), passando os dedos sobre o dorso e as paredes laterais do nariz, da ponta para o vértice. Essas massagens, realizadas duas a três vezes ao dia por aproximadamente 5 minutos, ajudam a eliminar os excessos de secreção sebácea e o pó dos poros, que em geral se apresentarão dilatados. Vários fatores fazem o nariz fica inchado por mais ou menos tempo. Na maioria dos casos, mesmo inchado ele se apresenta menor do que antes da operação. Enquanto a pele da ponta do nariz permanecer dura e aderida ao plano osteocartilaginoso, significa que está inchado e com insensibilidade tátil. O tempo para se atingir o resultado final varia, em geral, de 1 a 4 meses: mais raramente deve-se aguardar até um ano (para nariz de pele grossa).
    8. O uso de maquiagem no nariz é liberado após a remoção do gesso.
    9. Uso de óculos não é permitido nos primeiros 15 dias
    10. Exposição solar e a lugares com ltas temperaturas devem ser evitados no primeiro mês
    11. Exercícios físicos e esportes (como caminhada, esteira, bicicleta, ginástica, musculação, natação, mergulho, ioga, equitação, tênis, etc.) devem ser evitados por 6 semanas e estarão liberados somente após avaliação médica. O médico ensinará ainda a melhor maneira de usar óculos nesse período. Massagem corporal é permitida a qualquer tempo.
    12. Após 48 horas o paciente fica liberado para voltar ao trabalho, guiar automóvel ou mesmo sair para compras, desde que não haja inibição de se expor com o nariz engessado.

2017-10-05T10:04:30+00:00
Receba novidades sobre Cirurgia Plástica!
Assinar GRÁTIS!